"...CONFIO NA TUA PALAVRA." Sl 119:42b

Por: George Muller

A nossa fé será mais fraca ou mais forte, na proporção em que crermos que Deus fará o que disse. A fé nada tem a ver com sentimentos ou impressões, com improbabilidades ou com aparências externas. Se desejarmos ligar as duas coisas - fé e sentimentos, fé e aparência - não estaremos descansando na palavra de Deus, porque a fé não precisa de coisa alguma desse tipo. Quando cremos na Sua Palavra, o nosso coração descansa. Deus tem prazer em exercitar a nossa fé; porque é bênção para nós, depois, porque é benção para a igreja e também para os de fora.

Mas nós evitamos o exercício, em vez de o recebermos como um bem. Quando vêm as provas, deveríamos dizer: "Meu Pai celestial põe nas minhas mãos este cálice de aflição, para que eu possa ter alguma coisa agradável depois". As aflições alimentam a fé. Ah, deixemo-nos nas mãos do Pai celestial! Seu coração tem prazer no bem de seus filhos. Mas as aflições, e dificuldade não são os únicos meios pelos quais a fé é exercitada e aumentada. Há a leitura das escrituras, através da qual podemos conhecer de perto a Deus, como Ele Se revelou.

Será que podemos dizer, pelo conhecimento que temos de Deus, que Ele é um ser realmente desejável? Se não, instemos com Deus para que nos leve a isso de modo que possamos admirar o Seu coração de amor e bondade, e sejamos capazes de dizer como Ele é bom e como tem prazer em fazer o bem a seus filhos. E quanto mais nos aproximamos desta realidade mais prontos estamos a descansar em Suas mãos, satisfeitos com tudo que Ele nos reserva. E quando vier a aflição diremos: "Eu vou esperar para ver qual a benção que Deus trará por meio dela, pois sei sei que Ele vai fazê-lo." Assim daremos um testemunho digno diante do mundo e isso servirá para fortalecer a fé de outras pessoas.

"Lâmpada para os meus pés é a Tua Palavra, e luz para os meus caminhos." Salmos 119:105.



Para conhecer mais acerca da história de George Muller, este notável homem de Deus que viveu no século XIX, sua dramática conversão e seu testemunho histórico de oração e fé, suas grandes experiências com Deus e os orfanatos onde ele manteve mais de 2000 crianças, sem possuir bens para tanto e sem pedir nenhuma ajuda ou oferta, recebendo de Deus tudo que foi necessário somente através da oração, clique aqui: www.pilb.t5.com.br/georgemuller.htm . O seu testemunho perdura através da história da igreja como um exemplo para todos nós.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL