BOAS INTENÇÕES NÃO BASTAM

Pastoral

“Vai e dize a meu servo Davi: Assim diz o Senhor: Tu não edificarás casa para minha habitação” 1 Crônicas 17:4. 

Davi tinha uma boa casa, construída com cedros, e na melhor das intenções, pensou em construir uma casa onde a arca do Senhor pudesse ser colocada, pois até então ela estava em uma tenda (1 Cr 17:1). Até o profeta Natã pensou que isso estava correto (17:2). Porém naquela mesma noite Deus falou com o profeta e disse a Davi as palavras acima (vs. 4).

Por que Deus não aceitou esse feito de Davi? A resposta está em 1 Cr 22:7,8. Lembremos que Davi é chamado de “homem segundo o coração de Deus” (At 13:22). Mas, apesar de ser assim chamado, ele não pôde realizar esse seu desejo, Deus não permitiu que ele construísse a sua casa.

A atitude Davi, a partir daí, é exemplar: ao invés da ira, murmuração e revolta, ele entra na tenda onde estava a arca e adora a Deus (1 Cr 17:16-27). Um pouco mais adiante vemos que ele organizou os preparativos para a construção daquele santuário, porém quem construiu foi Salomão seu filho, conforme Deus ordenara.

Essa história nos faz pensar em quantas vezes, com boas intenções, fazemos planos e achamos que é a vontade de Deus que façamos isso ou aquilo, sem, contudo, pedir a Ele orientação se de fato é da vontade dEle que façamos tais coisas. Quantos planos frustrados, quantas coisas que intentamos realizar, nas melhores intenções, mas que não deram certo.

Muitas coisas não deram certo porque não era o que Deus queria que fizéssemos. Boas intenções não bastam, existe até um ditado que diz que “de boas intenções o inferno está cheio”. Precisamos aprender a pedir a Deus que nos dê sabedoria para sabermos o que Ele de fato quer que façamos (Tg 1:5).

Uma segunda lição que aprendemos aqui, é que se descobrirmos que aquilo que tanto queremos realizar para Deus, não é exatamente o que Ele quer que façamos, ainda assim devemos adorá-Lo e cooperar para que os seus planos sejam executados por aqueles a quem Ele escolher para este fim. Ao saber que não seria ele quem iria realizar aquela obra, Davi não se opôs, mas adorou a Deus e ajudou nos preparativos.

Jamais se oponha à obra do Senhor, isso é insensatez e loucura! Pelo contrário, faça sempre o que estiver ao seu alcance para que o nome dEle seja glorificado. 


Estejamos atentos para realizarmos não a nossa vontade, mas a vontade de Deus.

“Antes importa agradar a Deus do que a homens” (Atos 5:29), inclusive nós mesmos. Deus te abençoe. 


Seu servo,
Rev. Paulo Sergio da Silva


(Clique na imagem acima e baixe um lindo papel de parede).

Comentários